O Cordel nos conta a famosa sina dos dois amores da Colombina – Cordel para crianças

Colombina - por Murilo Silva
(todos os direitos reservados)

Rei Momo deu uma Festa
Pra fazer uma homenagem
À Rainha Estrela Vênus
Que estava de passagem
Todo mundo mascarado
Cada qual um personagem

A Alegria colocou
A máscara da Tristeza
O Príncipe se enfeitou
Com coroa de Princesa
E com chapéu de duende
Uma Ninfa da beleza!

Um rapazinho chegou
Meio tímido e choroso
Sua roupa preta e branca
Um figurino garboso
Uma lágrima no rosto
E semblante generoso

O seu nome Pierrô
Da corte um trabalhador
Sonhava em um dia
Conquistar o seu amor:
A bonita Colombina
Na festa também chegou

Mas que mocinha tão bela!
Veio como bailarina
Com a pose de um fada
Com os olhos de menina
O Rei Momo a recebeu
“Oh, bem-vinda Colombina!”

Um palhaço colorido
Que se chamava Arlequim
Chegou dando cambalhota
Fazendo o maior festim
“Vou contar uma piada
todos olhem para mim!”

Pierrô não achou graça
Mas Colombina sorriu
De mãos dadas com Arlequim
A bailarina saiu
Pierrô ficou tristonho
“Oh, o meu amor sumiu!”

E o tal bobo da corte
O fabuloso Arlequim
Conversava com a menina
De mãos dadas no jardim
E fez tanta palhaçada
Que a coitada achou ruim!

Colombina retornou
Pra dançar lá no salão
Convidou o Pierrô
E pegou na sua mão
O rapaz quase desmaia
Bateu forte o coração!

“Porque não fala um agrado?
ou me canta uma canção”
Lhe pediu a Colombina
Quando deixava o salão
Pierrô soltou a voz
E cantou com emoção:

“O Jardineira porque estás tão triste?
Mas o que foi que te aconteceu?
Foi a camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu!”
***

Colombina achou bonito
O timbre do Pierrô
Mas que música mais triste
Escolheu esse cantor!
“Desse jeito não me aguento!”
Colombina suspirou!

E nos bailes do Rei Momo
Colombina dividiu
Dançava com Arlequim
Com quem um dia sorriu
Ora com o PierrôQue era ótimo cantor
Mas a lágrima caiu

E depois de muito tempo
Até hoje ‘inda é assim
Sempre atrás da Colombina
Pierrô e Arlequim
Um fazendo estripulia
O outro na cantoria
Na serenata sem fim

E ela nunca se decide
Pois aos dois ela quer bem
Gosta muito da comédia
Seriedade também
Bom mesmo é ver Colombina
Dançando qual bailarina
Alegre como ninguém!

por Mari Bigio

*** trecho da canção “A Jardinei”, de Benedito Lacerda e Humberto Porto, interpretada por Orlando Silva.

Assista o vídeo do Cordel Animado contando essa história!

Sobre Mariane Bigio

Poeta e Videasta. Eu faço versos como quem chora, ama, brinca, ri.... Eu faço versos como que vive.
Esse post foi publicado em carnaval, CORDEL, Cordel para Crianças, Poesia Infantil, Vídeos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s